podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
25 de Julho de 2011

 

 

 

 

 

 

 

rasgo os momentos do meu silencio

não posso seguir sem o barulho

esse som que sai dos teus lábios

soletrado ao segundo por um ímpeto fugaz

sem a promessa de ficares

mas com a certeza de existires

saio por entre as portas do meu pensar

e fico cego com a luz do sentir

sem conseguir respirar

deixo-me cair no precipício dos teus braços

curtos que me sustentam a queda

acolhes-me no teu regaço

leito onde a dor profícua do passado me assaz

mas logo me fundo com o desnorte

pois o meu desejo de repisado é nulo

vazio poço de regressar onde não quero chegar

apenas vejo que em ti a vida se desloca

de dia em dia sem que a noite se importa

que venhas despida ou em nu de pele sofrida

para que em meus dedos possas aliviar

teu corpo marcado pelas ruas abusivas

essas que te ceifaram a pureza

de seres menina amada

mas que agora és mulher erguida

admirada pelo sabor de um ardor

amor que deixo aqui estampado

sem que possa dizer assim mesmo

pelas palavras que me foram

e se perderam no infinito do horizonte

no lugar onde apenas os segredos se deleitam

e onde o futuro se esconde

um sitio onde havemos de pensar o nome

identidade a guardar no sótão do nosso vislumbre

quero fazer o silencio

aquele que rasguei mas que não amei

agora abraço-o com o tremor do pensamento

para ficar aqui a olhar-te

no meio do manto do relento...

 

 

publicado por opoderdapalavra às 00:16

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
Excelente!!Sinto-me representado.Sim, sou eu: o po...
O discurso é apelativo aos mais nobres sentimentos...
blogs SAPO