podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
27 de Setembro de 2010

 

 

Quero o silêncio
O fim das palavras
A ausência das vozes
Quero o terminar das frases
O som que morre
O ruido que acaba
Quero ficar sem escutar
Deixar-me estar no vazio 
Onde apenas possa ver-te
Olhar-te como a luz que vem pela manha
Sentir-te como a lua que abraça a noite
Sem que as falas nos perturbem
Eu possa abraçar a tua imagem
Essa cor que ultrapassa o som
Essa beleza que inunda o oceano
Quero ficar aqui, na virtude do tempo
Neste destino que me calou
Mas neste caminho que me cruzou
Que me esbarrou no teu encontro
E me deixou sem conversa
e sem escrita, nos dedos que se fecharam
Agora estou na escuridão
No negro onde apenas te sinto
e onde já não existe
A própria existência do meu pensamento
Pois no silêncio
no calar
Fico
Sonhando contigo
Assim
Sem pensar.

publicado por opoderdapalavra às 23:47

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
José Hermano Saraiva costumava dizer que a pátria ...
Ao ler esse texto senti orgulho no peito, o mesmo ...
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
blogs SAPO