podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
20 de Setembro de 2009

 

 

Acho graça aos que pensam serem salvadores da dignidade e verdade desportiva.

Mas pergunto: quando são beneficiados, onde se esconde este senhor? O sr. Luis Filipe Vieira gosta de engrandecer o seu clube, quase como uma obrigação absoluta deste pais... e acha que tem a Verdade Absoluta em seu poder, a perfeição das perfeições, arranjando sempre um culpado para toda a suposta imperfeição que vai cometendo...Como Socrates, o PM claro, a verdade e a dignidade são termos que não casam com quem acha que tem em si mesmo o poder da Verdade Absoluta... e deixo-vos com um conto:

"Havia um reino em que tudo era perfeito. Os jardins, a comida, as casas, as pessoas, o próprio Rei... tudo era absolutamente perfeito. Até que um dia um estranho chegou e logo foi convidado para se dirigir ao Rei. Quando chegou, a Poderoso e Perfeito Rei perguntou-lhe o que fazia por aquelas bandas, a que o forasteiro respondeu-lhe:

- Venho em busca da Verdade Absoluta. E como neste reino tudo é perfeito, penso que posso a encontrar aqui mesmo.

- A Verdade Absoluta? Mas para a encontrares tens de pertencer a este reino, pois só os que são nascidos e criados neste reino é que podem ter esse tal poder, por isso somos perfeitos.

- Mas eu não nasci, e agora?

- Bem, agora meu caro, como detentor da Verdade Absoluta e como Rei do reino mais perfeito, tenho de te expulsar daqui.

E os guardas logo agarraram no forasteiro, que pediu só mais uma questão, a que o Rei acedeu.

- Meu caro Rei, se este reino é perfeito, se nada nele é imperfeito e é detentor da Verdade Absoluta, então penso que este reino é incapaz de cometer um qualquer erro, ou estou enganado?

- Claro - respondeu de pronto o monarca.

- Então dizei-me porque estou eu, um simples forasteiro, alguém que não sendo nascido aqui, mas sendo alguém afável e humilde que veio em busca de uma Verdade, que veio pedir conhecimento, e sem que nada tivesse feito para criar a imperfeição, sem que que nenhum crime tivesse cometido, sou expulso só porque não nasci aqui? Será que tratar mal os que vem de fora é ser-se perfeito, ou o respeito também não faz parte da perfeição?"

 

Pois, o respeito pelos outros, a humildade de procurar conhecer, a humildade de reconhecer que os outros também existem, também ganham, também vencem, a humildade de reconhecer que não somos perfeitos, que também podemos errar, que também podemos cometer alguns desvios e algumas imperfeitas decisões... são desígnios do ser humano à qual ninguém está livre e ninguém é detentor da Verdade Absoluta.

Mas o próximo perfeito deste país chama-se Mário Soares.

 

publicado por opoderdapalavra às 22:11
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
22
23
25
26
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
Excelente!!Sinto-me representado.Sim, sou eu: o po...
O discurso é apelativo aos mais nobres sentimentos...
blogs SAPO