podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
26 de Março de 2015

image.jpg

Estou a escrever para ti Luis. Não sei conheço outra forma de me dirigir a ti. Ao longo destes anos em que nos conhecemos, foram as palavras, as escritas, os livros que nos juntaram. Mas quero dizer-te que foi algo mais do que isso. Sabes, tu sabes eu sei, o meu sonho de criança sempre foi querer ser escritor. O meu sonho de criança sempre foi escrever livros onde quem os lesse pudesse sonhar, evadir-se de uma realidade atroz e voar, como os pássaros. Sentirem o vento na face, olharem os campos recheados por flores, o céu todo pintado pelo mais belo dos azuis, as montanhas repletas de neve e ao lado mais pássaros e mais passaros, tantos que pudéssem perder de vista o horizonte e sorrirem com a felicidade de ser imensa a família que com eles voa, sonhando. Este é o meu sonho. Puro. E hoje imagino-te assim. Sinto-te num pássaro. De asas bem abertas, voando, livre de qualquer prisão que te amordaçou o corpo ou a alma, e estás bem no alto dos céus, planando, sentindo aquela suave brisa da tarde, olhando o horizonte onde o sol fala contigo e vendo-nos aqui, de braços abertos, de coração em lágrima, lembrando do teu sorriso, das tuas palavras, dos teus pensamentos, dos teus livros. Nunca soube dizer, nem escrever adeus. Não sei como se o faz. Porque sempre achei que o adeus é a porta do esquecimento. E quando não quero esquecer algo ou alguém, nunca lhe digo adeus, nem lhe escrevo tal palavra. Quando não desejo me lembrar de algo, faço a clausura do pensamento, e deixo ir nas água do rio. A quem quero guardar, a quem quero manter dentro de mim como memória, como lembrança ou vida, eu coloco no jardim do meu coração o seu nome, e ali fica. O teu foi escrito por ti. Por isso muitas foram as vezes que trocamos, sem pudores de quem é irmão, SMS a dizer Amo-te irmão. E tenho-os guardados. Não os vou apagar só porque se apagou o teu corpo. Porque o corpo é apenas o vestido da nossa existência. Somos como as árvores, enraizados nos corações de quem tocamos, somos tronco que resiste aos ventos dos tempos e somos galhos, que tocam todos os que se cruzam no nosso caminho. E de caminho eu falo. Confiamos fazer o caminho de Santiago. Sabes, quando tatuei o símbolo do Caminho na minha perna não foi apenas porque eu o fiz, foi porque ele representará sempre tudo o que o Caminho significa, que se faz caminhando. E tu, meu irmão, fizeste já parte desse caminho. Caminhaste com alegria, com a vontade de amares o próximo, de deixares o teu legado, de abraçares os teus sonhos, de partilhares as tuas virtudes e os teus defeitos, porque de humano foste humano, tal como o caminho assim o é, um Caminho. Heróis não são os que chegam e dizem que já chegaram. Heróis são os que caminham, e sempre que chegam, sabem que no dia seguinte vão continuar. E tu sempre foste assim, logo esse caminho já o fizemos juntos. E continuaremos a fazê-lo juntos. Não sei como se homenageia alguém. Gostava de ter o dom de dizer aquilo que os sábios sabem dizer. Não me julgo como sábio, apenas um eterno aprendiz. A Vida levou-me até ti. Deixou-me descobrir-te. E agora, como ontem e amanhã, estaremos juntos. Quero que voes feliz. Muitos serão os pássaros que voaram contigo. E muitos serão os que se iram juntar a ti. Mas todos sempre unidos pelo que de mais belo existe nisto tudo, que é apenas o principio de tudo e nunca o fim de nada...o Amor! Amo-te Luis. És livre. Até breve, num céu azul qualquer, e de asas bem abertas! Porque no sonho seremos sempre eternos!

publicado por opoderdapalavra às 13:36
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís repouse em paz. Um ser humano extraordinário, que muito estimava e assim continuará. Os amigos não partem, não se esquecem. Apenas se ausentam e só fisicamente. Um abraço.

Isabel Vilaverde
Isabel Vilaverde a 26 de Março de 2015 às 19:33
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apenas se ausentam, mas estará sempre no nosso coração. Um abraço.
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
Excelente!!Sinto-me representado.Sim, sou eu: o po...
O discurso é apelativo aos mais nobres sentimentos...
blogs SAPO