podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
06 de Janeiro de 2014

 

 

 

 

E por vezes chega um anjo

Não traz as asas em penas de cetim

Nem traz uma auréola brilhante

Mas vem de braços abertos, aconchegando o corpo dos outros

Traz um sorriso que inunda qualquer lábio fechado

Consegue comportar uma luz que não se vê, mas se sente

São abraços que apertam o coração num calor de fazer lágrima

Mas só uma gota que cai de alegria

Pois todos os segundos se tornam risos e instantes de pura vida

São anjos assim que fazem acreditar que o tempo tem simplicidade

De um sentimento, de uma partilha, de um dar sem pedir

Eles ajudam-nos a perceber que também somos um pouco de todos

E que todos serão sempre um pouco de nós

Na vida não existem caminhos perfeitos,

Mas podem existir anjos que tornam os caminhos um pouco menos imperfeitos

E por vezes eles chegam

Sem voarem, nem vestirem capas de doce veludo

Vem porque tem apenas uma vontade

Não se sabe de onde eles vem, mas sabe-se sempre o que trazem

Um pouco mais do que aquilo que conseguimos ter, Vida!

Obrigado Anjos! 

publicado por opoderdapalavra às 23:00
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
Excelente!!Sinto-me representado.Sim, sou eu: o po...
O discurso é apelativo aos mais nobres sentimentos...
blogs SAPO