podes pensar, podes falar, mas tudo o que escrevas tem o poder de ficar.
27 de Julho de 2014

 

 

 

 

 

Imaginemos uma partícula atómica. Um átomo, a simplicidade de algo que constrói outro algo. Vou dar-lhe um nome, homem.  E vou-lhe atribuir um local de vida, uma bela represa junto a um rio, onde a água suavemente se detém perante o silencio, e as duas árvores que se banham no seu leito. O homem está deitado num relvado. Sente a energia que lhe cobre o corpo, afinal ele é 99, 99999 por cento de energia e apenas 0,11111 de forma física. O sol que se estende, com os seus enormes raios, pelo azul do céu, rende-o ao calor. A ausência de qualquer som, de qualquer odor, de qualquer sentido palpável, deixa-o sossegado.

Mas agora vou introduzir na cena um outro átomo, de nome mulher. Bela, repleta de luz. Ela caminha pela vereda de erva, descendo até à represa. Tem sede. O sol deixou-a exausta e sequiosa de umas gotas de água. O homem sente corrompido o seu silencio. Ergue-se e repara nela. Sente o impulso de mover-se até ela. Esta sente a sua chegada e vira-se. Ambos ficam estonteados com a presença do outro. Alguém semelhante. Alguém que, apesar de diferente na composição, é um átomo, uma partícula atómica.

-       Como te chamas?

-       Homem. E tu quem és?

-       Mulher.

-       Interessante. Não sabia que existiam outros iguais a mim. Apesar de seres um pouco diferente na tua composição.

-       Queres sentar-te um pouco. Estou cansada.

-       Claro.

E ficaram os dois sentados, observando todos os contornos do outro. Sem julgarem nada, apenas admirando a forma.

Esta pequena história de nada tem interessante... talvez não, mas tem energia, porque de facto se um átomo é constituído por mais energia do que físico e nós somos uma constituição de átomos, porque nos preocupamos mais com o físico do que com a energia?

E também, os átomos, como as pessoas, são iguais, mas tem de ter a sabedoria de se descobrirem, e não ficarem escondidas atrás das sombras, dos apegos.

Boa noite. Até breve. Grato.

publicado por opoderdapalavra às 23:22
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
5 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Encontrei o texto hoje...Uma pequena correcção, as...
Obrigado Isabel. Concordo consigo, os Amigos apena...
Carlos, bonita homenagem a um amigo. Que o Luís re...
O que mais me chama a atenção, neste...
A tua escrita acompanha o teu espírito. Amadurece ...
Grata, sorrisos :o)
Quente.Arrebatador.
Leitura muito agradável :)Convido a leitura do meu...
Excelente!!Sinto-me representado.Sim, sou eu: o po...
O discurso é apelativo aos mais nobres sentimentos...
blogs SAPO